Cidrais canta sobre a extensão do abraço materno em ‘Infinita’ 

A plenitude do afeto é fruto das memórias sensoriais e o desejo de fazê-lo infinito, para sempre. Manter o abraço materno sempre presente e confortante é a força poética e amorosa dos irmãos da Cidrais, que homenageiam a mãe com a sensível ‘Infinita’, novo single do disco completo previsto ainda para 2023. Ela faleceu de câncer e o enfrentamento de toda a situação vivenciada naquele momento é parte da inspiração dos irmãos nesta canção.Ouça ‘Infinita’ aqui, um lançamento via selo Toca Discos: https://links.altafonte.com/Cidrais_Infinita.’Infinita’, com seus acordes suaves, convida a desacelerar, fechar os olhos, relaxar o corpo e desejar um abraço forte. O dedilhado de violão minimalista de Vinicius Cidral se entrelaça às vozes amanteigadas de Larissa Cidral e Binho Cidral. A sintonia dos irmãos – para homenagear a mãe – é um elo infinito, mesmo.Este é o terceiro single do primeiro full álbum que sairá ainda em 2023, já gravado e produzido no estúdio Toca do Bandido (RJ) com os produtores Felipe Rodarte e Constança Scofield.Lançada na semana em que se celebra o Dia das Mães, ‘Infinita’ é uma música que lembra da ternura da extensão do abraço materno, que para os Cidrais é uma recordação repleta de significados, mas sempre ligado a um afeto gigantesco.A música traz a presença delaVinícius Cidral conta um pouco sobre o processo criativo desta música tão especial para eles.”No exato momento que assimilei a real possibilidade de que ele poderia não existir mais – o abraço – quis compor uma música que pudesse materializar a presença dela. A repetição das notas, a gradação da letra até o refrão e a sonoridade da música são momentos. Eu tocava a melodia em busca desses momentos e eram as sensações, lembranças reconstruídas em poesia, que viraram letra. Mostramos para ela em vida e a própria composição foi nutrida pela busca, assimilação e percepção dos detalhes que materializavam a presença dela. Tocamos nas festas de família, aniversário, para ela dormir, no hospital, quando ela sentia angústia. Tocamos quando ela partiu. Tocamos hoje”.Não apenas em ‘Infinita’, mas toda carreira da Cidrais tem muito do eterno afeto da mãe. A arte nos auxilia a atravessar por esse luto, possibilita ressignificar vários momentos da vida. Então resgatar esse momento, eternizar ele através da música. Acreditamos no poder do afeto e inspirar pessoas, a arte é a forma que escolhemos para compartilhar histórias”, completa Larissa.Parceria com a BudweiserA Cidrais fez recentemente uma parceria pontual com a Budweiser no projeto O Mundo É Nosso Palco, em que compartilharam um pouco da história, como produzem como artistas e contaram algumas novidades.”É uma marca conectada com a música, que busca inspirar as pessoas. Tem uma “Session” linda que foi gravada e em breve estará disponível, além de um ensaio fotográfico com o fotógrafo Vitor Augusto”, eles destacam.
CidraisA sutileza e a doçura do pop, do indie e da MPB embalam a música singular e afetiva da Cidrais, banda formada pelos irmãos Vinicius, Larissa e Binho. O trio, que recentemente participou do projeto ‘Aceleração de Carreiras Labsonica’, uma iniciativa da Oi Futuro em parceria com a Toca do Bandido (RJ), atualmente apresenta ao vivo algumas das músicas que fazem parte do primeiro álbum, a ser lançado em 2023.O disco, homônimo, foi gravado em 2021 exatamente no mítico estúdio carioca com produção musical de Felipe Rodarte e Constança Scofield, em uma imersão de dias na Toca do Bandido e com participação de outros artistas da cena alternativa do RJ.A primeira amostra deste disco que está por vir é o single Olhar, que exalta a persistência do amor por meio de atos singelos e verdadeiros. Em seguida foi lançado ‘Anuário’.Anteriormente, a Cidrais havia lançado os EPs recheados de delicadeza e poesia, Acalento e Aflorar, ambos de 2018, frutos de uma produção colaborativa e independente. Em seguida os irmãos lançaram o EP Encanto (2019), um registro em que o cinema, a moda e o teatro adicionam camadas ainda mais sensíveis às canções.Cidrais, enfim, é um universo sensível e plural, que a cada canção convida para um afago, um sorriso ou qualquer outra sensação boa da vida. Tudo por meio de arte em suas múltiplas formas e cores. Cidrais é a novíssima música popular brasileira feita com muito amor e arte.

Deixe um comentário